apanhador

A era vitoriana é conhecida por muitas coisas, incluindo a arte e arquitetura distinta que floresceu durante o período. Mas um de seus destaques era a fascinação com a morte – rituais elaborados cercavam essas ocorrências diárias de morte e luto, e foi nesse ambiente que as Tear Bottle, ou Garrafas de Lágrimas, surgiram como ícone popular de tristeza e luto.

Conhecidas por diversos nomes (lacrimongênas, Garrafas de Lágrimas, Apanhador de Lágrimas ou Garrafas Lacrimais), acredita-se este objeto era bastante comum nos tempos romanos, por volta da época de Cristo, quando os enlutados enchiam pequenas garrafas de vidro com suas lágrimas. Acreditava-se que aquele que chorasse mais alto e produzisse o maior número de lágrimas receberia uma maior compensação, pois quanto o maior número de lágrimas produzida, mais importante e valorizada o falecido era considerado.

Alguns modelos de garrafas de lágrimas do século 19,
Alguns modelos de garrafas de lágrimas do século 19,

Esses frascos de lágrimas reapareceram no período vitoriano, quando aqueles que perdiam seus entes queridos recolheriam suas lágrimas nas garrafas. Elas eram fechadas com rolhas especiais, que permitiriam que as lágrimas evaporassem. Quando elas tivessem evaporado, acabava o período de luto.

Funerais sofisticados distribuíam garrafas de lágrimas para que os convidados capturassem suas lágrimas e ajudassem no luto.

Apesar de serem mencionadas em algumas revistas e poemas vitorianos, não há nenhuma discussão sobre o costume de guardar as lágrimas nos manuais de etiqueta, e eles também não aparecem em catálogos de produtos. Por conta disso, há quem se pergunte, na internet, se esses frascos realmente eram usados para guardar lágrimas no século XIX: esse tipo de garrafa de vidro que vemos descritas como “Tear Bottles” poderiam ser usadas como guardadores de sais de cheiro ou perfume. Além disso, a maioria das garrafas eram feitas na Alemanha, mais para o povo comum do que os ricos, feitos de vidro transparente (mas pode ser encontrado em azul, verde e outras cores). Dado a grande quantidade de lojas online que oferecem esse tipo de produto, acredita-se que tudo não passa de uma jogada bem-feita de marketing.

Inclusive, testes químicos revelaram que muitos desses frascos continham óleos e essências, e não lágrimas, de forma que se havia uma prática de coleta de lágrimas durante o período vitoriano, ela certamente não era muito bem documentada. No entanto, essa idéia poética capta a imaginação, e o mistério e o fascínio dessas garrafas de lágrimas continua.

Veja algumas fotos do que se acredita ser garrafas de lágrimas:

"Tear Bottle" azul.
Versão atual de uma “Tear Bottle” azul. Pode ser comprada por 40 dólares.

Frasco de lágrimas de 1870.
Frasco de 1870.

Garrafa de Lágrimas de 1837.
Garrafa de 1837.

Frasco de lágrimas, por volta de 1850.
Frasco, por volta de 1850.

Versão atual de uma Tear Bottle. Pode ser comprada por 55 dólares.
Versão atual de uma Tear Bottle. Pode ser comprada por 55 dólares.

Frasco, por volta de 1870.
Frasco, por volta de 1870.

Bibliografia:
The Victorian Era“,
Tear Bottle History“,
The Enigmatic Lachrymatory, or Tear Bottle“,
Tear Bottles: Sentimental Gift or Genius Marketing Ploy?“.

Anúncios