Como ficou conhecido através da tradução literal de sites de vendas, os Headdresses, em português lidos como cocares, ou coroas de cabelo, foram um dos enfeites mais românticos e femininos do século 19, mais especificamente entre 1840 e 1850. Com vestidos exuberantes e colares muitas vezes de diamantes, as mulheres vitorianas passaram a colocar seu cabelo para cima, geralmente dividido ao meio com cachos nas laterais. A Rainha Vitória amava flores, e popularizou essas coroas de florais, tendo usado uma em seu casamento em 1840.

Pintura de uma mulher desconhecida e Charlotte da Bélgica em 1856.

Durante as décadas de 1840 e 1850, os penteados cobriam as orelhas, e geralmente tinham tranças penduradas ou cachos ao redor do rosto e da testa. Mas em ocasiões especiais, as mulheres enfeitavam seus cabelos, como pode-se ver no cabelo da Princesa Charlotte – com vestidos tão elaborados, seria uma vergonha deixar o cabelo tão simples (como na pintura), então as senhoras passaram a enfeitar seus cabelos como um enfeite que seria uma junção de um arquinho e uma coroa.

Com um aro que era colocado na cabeça, enfeites caíam de ambos os lados do rosto. Essas coroas, ou headdresses, eram feitas de uma espantosa variedade de materiais, que geralmente coincidia com o material ou tema do vestido ou do baile. Com o passar da moda, esses cocares/coroas se tornaram cada vez mais elaborados. A maioria era fabricado em Paris, a capital da moda. As flores eram mais populares, e eram feitas tanto de seda quanto de flores de verdade, emparelhadas com miçangas e pérolas.

(1) Modelo francês, usado na América feito de cetim de seda e algodão; (2) Modelo francês, usado na América, feito de seda, goma arábica, cera de abelha e vidro; (3) Modelo francês, usado na América feito de penas de avestruz e seda.

A construção desse enfeite popular era bastante simples: duas guirlandas de flores conectadas por um fio que encaixava na cabeça. Esse fio poderia ou não ter enfeites, como podemos ver nas três imagens acima.

1540 e 1780Na verdade, as coroas de flores já eram moda muito antes do período vitoriano. Em um retrato de Maria Manuela of Portugal (1527 – 1545), esposa de Filipe II da Espanha, podemos vê-la usando flores ao redor de seu cabelo com cachos nas laterais; e podemos ver a Princesa Maria Teresa de Savoy-Carignan (1756 – 1805) usando uma coroa de flores parecida em sua enorme peruca. Na década de 1780, usar flores no cabelo era moda, embora naquele momento o cabelo não fosse dividido ao meio, e sim levantado, enquanto a parte inferior do cabelo era disposta em grandes cachos em castada ou cachos que iam até a cintura. Os arranjos florais pareciam bem pequenos se comparados com a enormidade da peruca usada pelas mulheres no período. Eventualmente, essas decorações simples dariam lugar a chapéus colossais.

Veja mais alguns modelos desse acessório (praticamente todos os modelos são de origem francesa usados nos Estados Unidos. Isso porque o Museu que mais têm esse acessório é o MFA, o Museu de Artes de Boston;  no entanto, como vimos, essa tiara/coroa era usado em diversos países da Europa e fora dela):

Francês, usado na América, metade do século 19. O ramalhete à direita teria sido usado no ombro do vestido.
Francês, usado na América, metade do século 19. O ramalhete à direita teria sido usado no ombro do vestido.

Francês, usado na América, metade do século 19.
Francês, usado na América, metade do século 19.

Enfeite de casamento de 1840, feito nos EUA.
Enfeite de casamento de 1840, feito nos EUA.

Francês, usado na América, metade do século 19. O ramalhete à direita teria sido usado no ombro do vestido.
Francês, usado na América, metade do século 19. O ramalhete à direita teria sido usado no ombro do vestido.

Francês, metade do século 19.
Francês, metade do século 19.

Tiara de flores de 1880.
Coroa de flores de 1880.

Francês, usado na América, metade do século 19. O ramalhete à direita teria sido usado no ombro do vestido.
Francês, usado na América, metade do século 19. O ramalhete à direita teria sido usado no ombro do vestido.

Francês, usado na América, metade do século 19.
Francês, usado na América, metade do século 19.

Americano ou europeu, metade do século 19.
Americano ou europeu, metade do século 19.
Bibliografia:
Ribbons and Curls, Flowers and Pearls: Mid-19th Century French Headdresses“.
Georgian Headdresses of the 1780 and 1790s“.
Anúncios