Era Vitoriana

Primeiro site brasileiro dedicado ao período Vitoriano, datado de 1837 a 1901.

Como as mulheres européias (e brasileiras) se vestiam no verão no século 19?

verao

Um comentário muito comum que vejo sobre roupas vitorianas é que “são lindas, mas e no calor?” ou até mesmo “é lindo, mas soo só de olhar”. Esse problema era de fato grave para as mulheres do século 19 no Brasil, que é mais quente do que a Europa do que no dia-a-dia, e muito mais quente no verão. 

O maior problema com os vestidos vitorianos, se pegarmos a década de 1850, por exemplo, é que as mulheres precisavam de pelo menos seis anáguas para manter suas saias amplas, e elas eram geralmente feitas de lã ou algodão, sendo desconfortavelmente quente e pesadas no verão. Em 1856, a americana W.S. Thompson tirou uma patente e comercializou uma espécie de gaiola de crinolina feita em aço, que deixava as mulheres se moverem mais livremente e deixava o ar circular melhor (de fato, as mulheres se tornavam mais instáveis com rajadas fortes de vento).

A Inglaterra e a França eram os ícones da moda no século XIX, devido às suas conquistas militares e econômicas, assim como o poder que exercia em muitas nações. No Brasil, a moda preferia era a francesa, e não só vestidos vinham encomendados de Paris, mas muitos parisienses vieram para o Brasil abrir suas lojas. Mesmo o pior alfaiate ou cabeleireiro pariesiense era visto como o melhor, apenas por ser francês.

Vestido de verão de 1885, feito de algodão. Considerado adequado para atividades ao ar livre, como tênis e críquete.

Vestido de verão de 1885, feito de algodão. Considerado adequado para atividades ao ar livre, como tênis e críquete.

Europeus e brasileiros (que imitavam os Europeus no século 19), geralmente passavam seus verões em suas casas de campo. Mesmo durante a Guerra Civil na Inglaterra, usar vestidos muito elaborados no verão era visto como vergonhoso; e diferentemente da Inglaterra, os norte-americanos viam como vergonhoso uma mulher trocar de vestido até cinco vezes por dia. No verão do século 19, vestidos claros com poucos ornamentos eram mais favorecidos, assim como uma ampla gama de trajes de banho e trajes de esporte.

Também é preciso levar em consideração que o mundo do século XIX era um pouco mais frio do que o mundo do nosso século 21. Por exemplo, hoje em dia em alguns lugares na Europa, ondas de calor podem levar até 36º graus – o que é visto por eles como dias muito quentes. Enquanto isso, no Brasil, hoje, podemos facilmente chegar a 40º – sem a ajuda de nenhuma onda de calor.  No entanto,  foi apenas no final do século XIX que a temperatura média global começou a se elevar: antes disso, o clima britânico estava dentro de uma “pequena era glacial”, que durou de 1480 a 1850. A última grande frente fria na Grã-Bretanha foi entre 1878 e 1879, quando a superfície do Tâmisa e de outros rios congelaram duas vezes. Para se ter uma idéia, entre 1860 e 1990 o aumento a temperatura global foi de apenas de 0,6ºC.

Na maioria das vezes, a mulher vitoriana nunca permitira que outros vissem suas pernas ou braços em público. No entanto, no final do século, muitas mulheres já se aventuravam com vestidos de mangas curtas, ou usavam sais curtas suficiente para que seus tornozelos fossem vistos (um verdadeiro choque para a época). Um acessório importantíssimo do verão era um chapéu, que poderia ser muito elaborado e decorado com flores, penas de avestruz ou renda, assim como os guarda-sóis e leques.

Simples vestido de verão de 1860.

Simples vestido de verão de 1860.

Para as mulheres trabalhadoras era mais fácil: na década de 1830 passou a ser usado uma combinação de camisa (com espartilho) e saia, que deveriam ser usadas juntas. Como disse um contemporâneo no século 19, uma mulher trabalhadora se contentaria com seis vestidos no seu guarda-roupa, enquanto uma Lady não ficaria feliz com menos de sessenta. Dentro de casa, usava-se um robe que dispensava o uso de espartilho, geralmente preferido por grávidas.

Um dos problemas do verão para a moda do século XIX no Brasil é que as brasileiras se viam limitadas a imitar a moda parisiense, e para isso era necessário ultrapassar a barreira do clima,

“Apesar do calor carioca, a imitação das modas européias levava as damas brasileiras a vestir pesadas roupas de veludo, […] Usada como adereço de passeio nos primeiros veraneios oitocentistas europeus a sombrinha foi adotada sob o calor tropical”.

Ana Maria Maud.

Vestido apropriado para o verão em 1870.

Vestido apropriado para o verão em 1870.

Embora os primeiros vestidos usados no Brasil fossem suntuosos, feitos de veludo e tafetá, logo foram substituídos pelos de seda e tule de algodão, mais leves e climatizados. Ainda sim, as brasileiras eram consideradas cafonas pelas européias, por causa das adaptações das roupas por conta do clima.

Embora na Europa a escravidão já havia acabado antes ou pouco depois da subida de Vitória ao trono em 1831, a escravidão ainda reinava no Brasil. Aqui, eles não tinham nenhuma variação para os meses mais quentes ou mais frios do ano. Os homens usavam uma espécie de macacão ou calça, enquanto as mulheres usavam vestido (geralmente de chita) ou saia e blusa, geralmente de origem africana. As roupas dos cativos eram geralmente padronizadas, talvez como um sinal de diferenciação de seus senhores. Os senhores mais ricos, em sinal de status, vestiam bem seus escravos para diferenciá-los dos mais pobres.

Veja mais alguns estilos de vestido de verão do período vitoriano:

Vestido de verão de 1870.

Vestido de verão de 1870.

1870 3

Vestido de gaze azul e branco, por volta de 1870, com detalhes em cetim azul.

Vestido de verão de Isabel de Áustria, por volta de 1890.

Vestido de verão de Isabel de Áustria, por volta de 1890.

Vestido de brocado de seda, 1840.

Vestido de brocado de seda, 1840.

Vestido de baile de 1865.

Vestido de baile de 1865.

1850

Vestido de data desconhecida, possivelmente final do século.

Vestido de 1895.

Vestido de 1895.

Vestido de 1840.

Vestido de 1840.

Vestido americano de cotton, 1856.

Vestido americano de cotton, 1856.

Vestido australiano de 1845.

Vestido australiano de 1845.

ssf

Vestido de data desconhecida, provavelmente meados do século.

Vestido de verão de 1878.

Vestido de verão de 1878.

Bibliografia:
The Victorian Lady & Her Summer Fashions“.
SOARES, Luís Carlos. O “povo de cam” na capital do Brasil: a escravidão urbana no Rio de Janeiro do século XIX. 7Letras, 2007.
Early Victorian Costume and Fashion History 1837-1860“.
NICOL, Fergus. CRICHTON, David. ROAF, Sue. A Adaptação de Edificações e Cidades às Mudanças Climáticas: Um Guia de Sobrevivência para o Século XXI. Bookman Editora, 2009.
MAUAD, Ana Maria. Imagem e Auto – Imagem do Segundo Reinado. In:ALENCASTRO, Luiz Felipe de, e NOVAIS, Fernando A. História da Vida Privada no Brasil. v. 2 São Paulo: Companhia das Letras, 1997. p.181-231.
The Etiquette of Victorian Dress“.
ANDRADE, Elza Guimarães Andrade. A Moda no Século XIX e os seus Reflexos no Brasil Oitocentista.
Anúncios

11 comentários em “Como as mulheres européias (e brasileiras) se vestiam no verão no século 19?

  1. Rommel Werneck
    7 de janeiro de 2016

    E a pergunta que escuto é: como você consegue se vestir assim com esse calor?

    Usando underwear completa ou quase completa em algodão absorvendo o suor e a sensação de calor. Os árabes no deserto fazem exatamente isso.

    Curtir

  2. Malvina Oliveira
    7 de janeiro de 2016

    Suo…

    Curtir

  3. Izabella da Gama
    7 de janeiro de 2016

    As mulheres brasileiras, excetuando as mulheres indígenas e negras, que não se vestiam assim.

    Curtir

  4. Anônimo
    8 de janeiro de 2016

    Então as brasileiras não tinham as diversas anáguas? Usavam ou não as armações sob a roupa?

    Curtir

  5. Rosane Mendes Ribeiro Leite
    8 de janeiro de 2016

    E viva a mini-saia, rs!

    Curtir

  6. Carla Hauer
    8 de janeiro de 2016

    “Também é preciso levar em consideração que o mundo do século XIX era um pouco mais frio do que o mundo do nosso século 21”, Isso faz toda a diferença. Hoje seria impraticável!

    Curtir

  7. Maria Izabel
    8 de janeiro de 2016

    Adorei o post! Parabéns!

    Curtir

  8. Elcy Coelho
    8 de janeiro de 2016

    Uma roupa bastante incômoda, mas as mulheres ficavam lindas com estas roupas!

    Curtir

  9. Ananda Vasconcelos
    12 de janeiro de 2016

    Ufaaaa!!!
    Graças à Deus que somos o século XXI!!

    Curtir

  10. Mariel
    27 de julho de 2016

    Adorei a matéria, muito boa e completa! Continue com o blog! ❤

    Curtir

  11. Anônimo
    4 de setembro de 2017

    Sou fascinado pela moda vitoriana!!!
    Será minha inspiração para a pesquisa do TCC

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 107 outros seguidores

Translate this

Siga-nos no Youtube

%d blogueiros gostam disto: