Novo livro exibe bizarras e belas ilustrações que mostram a natureza bárbara da cirurgia do século 19

ima

Imagem de um livro de 1846 mostra uma cirurgia ocular para corrigir o ‘estrabismo’.

Imagine ter uma operação sem anestesia. Antes de 1846, quando o primeiro procedimento com o uso de entorpecentes para a dor foi utilizado, essa era a regra. Cirurgiões cortavam seus pacientes brutalmente, rachavam ossos e amarravam artérias enquanto eles estavam completamente consciente. Não sendo indicado para pessoas sensíveis, um novo livro contém imagens detalhadas de livros didáticos cirurgicos descobertos a partir do século 17, passando pelos século 18 e 19.

Desenhos horríveis mostram globos oculares sendo perfurados, cérebros cortados e pés arrancados – sem, repetindo, anestesia. O livro, chamado de Crucial Interventions, foi elaborado a partir de uma pesquisa na Wellcome Collection e escrito pelo historiador e médico Richard Barnett.

cirurgia (2)

Imagem de um livro de 1841 mostra como os médicos reconstruíram o maxilar inferior para previnir doenças de boca.

O século XIX viu grandes avanços na prática cirúrgica, com técnicas refinadas, ilustradas em cores, e divulgadas em livros impressos pela primeira vez. Antes disso, o anatomista John Hunter descreveu a cirurgia como “um espetáculo humilhante da futilidade da ciência”. A maioria dos pacientes morria de choque pós-operatório, infecção ou perda de sangue. A taxa de mortalidade após operações podia chegar a 80% em alguns hospitais em Londres.

Com 350 ilustrações coloridas e 256 páginas, o livro foi publicado pela  Thames & Hudson Ltd e pode ser comprado por até 20 euros. Ainda não há previsão de publicação no Brasil. Veja mais algumas imagens inebriantes do livro abaixo:

A ilustração à esquerda é de 1866 e mostra cirurgiões amarrando artérias na parte inferior do braço e do cotovelo para parar o fluxo de sangue. A ilustração á direita é de 1848 e mostra a anatomia da axila, com a artéria axilar.

A ilustração à esquerda é de 1866 e mostra cirurgiões amarrando artérias na parte inferior do braço e do cotovelo para parar o fluxo de sangue. A ilustração á direita é de 1848 e mostra a anatomia da axila, com a artéria axilar.

ima

A ilustração à esquerda é de 1846 e mostra cirurgiões realizando uma cirurgia para remover um câncer na língua. A ilustração á direita é de 1841 e mostra como os médicos amputavam os dedos dos pés (cortando-os simplesmente com uma faca).

ima

A ilustração à esquerda é de 1841 e mostra como os médicos realizavam uma cirurgia para remover a mama recosturar a ferida depois. A ilustração á direita é de 1856 e mostra como os médicos dissecavam o peito para revelar os pulmões, coração e principais vasos sanguíneos.

Fonte: Daily Mail

Anúncios

12 Respostas para “Novo livro exibe bizarras e belas ilustrações que mostram a natureza bárbara da cirurgia do século 19

  1. Em alguns lugares, a única coisa que mudou hoje em dia, foi o uso da anestesia, mas as consequências negativas para os pacientes, nas mãos de pessoas despreparadas e criminosas, continuam as mesmas de antigamente. Um verdadeiro terror!

    Curtir

    • A esquizofrenia foi descrita pela primeira vez pelo Dr. Emil Krapeli (psiquiatra alemão, 1856 – 1926) no século 19. Ele era diretor da clínica psiquiátrica na Universidade da Estônia, e começou a usar os termos ‘demência precoce’, acreditando que a esquizofrenia sempre tinha um curso de constante agravamento no indivíduo, e que se houvesse qualquer melhoria ao longo do tempo seria apenas algo parcial. Embora ele não entendesse a esquizofrenia como entendemos hoje, ele distinguia, diferente de outros médicos, a esquizofrenia do transtorno bipolar. Os sintomas eram vistos iguais aos da loucura: comportamento social anormal, incapacidade de compreender o que é real, ouvir vozes, falta de motivação, ansiedade e depressão.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s