Era Vitoriana

Primeiro site brasileiro dedicado ao período Vitoriano, datado de 1837 a 1901.

Museus brasileiros que contém roupas do século XIX em suas coleções

roupas

Quem ama o século XIX, que abrangeu grande parte da Era Vitoriana, muitas vezes também gosta das roupas desse período. No entanto, ao contrário da Europa ou dos Estados Unidos, em que praticamente qualquer cidade tem um ‘mini-museu’ contando a história da cidade e com acesso à roupas de época, no Brasil a situação é bem diferente (e bem precária), podendo ser contado nos dedos os museus que têm roupas do século XIX em suas coleções. Para facilitar a nossa vida, fiz aqui uma lista de museus brasileiros que sabemos que expõe roupas do século XIX:

nh


O vestido icônico que a Princesa Isabel usou ao assinar a Lei Áurea também faz parte da coleção, doado na década de 1960.

Bahia (Salvador): Museu do Traje e do Têxtil, da Fundação Instituto Feminino da Bahia

Inaugurado em 2002, o Museu tem por volta de 60 peças de vestuário do século XIX e XX (embora a maioria seja de 1930 à 1980).No Museu, existem algumas categorias: Roupas de noiva, em que consta um vestido de 1892 que pertenceu a D. Sofia Costa Pinto Gomes; em Roupas Brancas e Infantis, existem diversas peças de vestidos de passeio, roupas íntimas, toalhas e trajes infantis; na seção de Trajes a Rigor, existem vestidos de bailes do século XIX de seda e tafetá estampado; na Galeria Eclesiástica estão a Capa Magna usada pelo Cardeal Arcebispo D. Augusto Alvaro da Silva e a sua farda de Dr. Romulo Serrano; além de um variedade de Acessórios como bolsas, chapéus, sapatos e luvas, além de diversos Leques do século XIX.

Endereço: Rua Monsenhor Flaviano, N° 02. Politeama – Salvador – BA – Brasil. CEP: 40.080-136. É cobrado uma taxa de R$5. Telefone: (71) 3329-5520/5522/5938/5681. Site.

museu

Fotografia publicada no TripAdvisor.

Paraná (Lapa): Museu Histórico da Lapa

O Museu Histórico da Lapa conta um pouco mais da história da cidade através de um rico acervo composto por gravuras, armas, fotografias e trajes, dando destaue para a guerra de 26 dias que foi travada na cidade, conhecida como Cerco da Lapa. O museu foi usado como casa pelo médio Dr. João Cândido Ferreira e também como enfermaria; e embora não tenha muitas informações sobre o acervo de trajes, em uma fotografia publicada por um visitante podemos saber que pelo menos um lindo exemplar de vestido vitoriano eles têm, com diversos bordados à ouro.

Percorrendo o centro histórico da cidade, pode-se visitar diversos edifícios do século XIX, reconstruídos e preservados que conta a história da cidade.

Endereço: Endereço: Rua Coronel Francisco Cunha s/n | Centro Historico, Lapa, Paraná 83750-000, Brasil. Entrada: R$3 por pessoa. Site.

Algumas das roupas expostas na casa. Fonte: Not so It

Algumas das roupas expostas na casa. Fonte: Not so It

Rio de Janeiro (Vassouras): Museu Casa da Hera 

Funcionando em uma casa do século XIX, a Casa da Hera é um símbolo da época dourada do Café no Brasil. Coisa rara nesse país, a casa mantém o mesmo mobiliário e seu tratamento original desde o século XIX, uma vez que uma cláusula do testamento de Eufrásia Teixeira Leite, proprietária da casa, declarava: “conservar a Chácara da Hera com tudo que nela existisse no mesmo estado de conservação, não podendo ocupar ou permitir que fosse ocupada por outros”. A casa só foi aberta à visitação pública em 1965.

A Casa têm grandes peças do século XIX, assinada por grandes mestres como  A. Felix Brevet, Rouff e Charles Worth. Sua coleção têm ainda trajes de passeio, montaria, festas, roupas para dormir, sapatos, sombrinhas, leques e chapéus.

Endereço: Rua Dr. Fernandes Júnior, n° 160, Centro, Vassouras-RJ, CEP 27700-000
Entrada gratuita. Telefones: (24)2471-2930 / (24)2471-2961. Site.

Vestido de noiva, século XIX. Da coleção do Museu.

Vestido de noiva, século XIX. Da coleção do Museu.

 Rio de Janeiro: Museu Histórico Nacional

Um dos mais completos acervos online do século XIX dos museus brasileiros, o Museu Histórico Nacional tem em suas peças coleções de arte asiática e de objetos criados sob a inspiração do Oriente, pinturas históricas, armas, mobiliário, brinquedos, esculturas, moedas, cartões telefônicos, retratos, uniformes e equipamentos de trabalho, leques, objetos pessoais entre outros itens. Provavelmente a melhor exposição sobre a moda aconteceu entre 2002 e 2003, com exemplares nacionais e internacionais. Alguns dos trajes podem ser vistos no site.

Endereço: Praça Mal. Âncora, s/n – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20021-200. Telefone: (21) 3299-0324. Site.

Traje real do século XIX

Traje real do século XIX

Rio de Janeiro (Petrópolis): Museu Imperial de Petrópolis

Construído entre 1845 e 1864, o palácio de arquitetura neoclássica que hoje é Museu de Petrópolis era a residência predileta de D. Pedro II e, assim, conta com um riquíssimo acervo de peças que remetem à monarquia, como móveis, coroas, a pena com que foi assinada a lei áurea, e mais de 200 mil documentos em seu acervo histórico. O Museu ainda conta com sarau e espetáculos, onde atores utilizam roupas inspiradas em modelos do século XIX.

 Endereço: Rua da Imperatriz, 220 / Centro – Petrópolis – RJ. Site. Telefone: (24) 2233-0300. Preço da entrada: R$10 (inteira).

Infelizmente, poucos vestidos da coleção são do século XIX.

Infelizmente, poucos vestidos da coleção são do século XIX.

Rio Grande do Sul (Canela): Museu da Moda (MUM)

Sem dúvida muito impressionante, esse museu tem apenas um problema: todos os vestidos são réplicas, ou seja, nenhum é do século XIX “de verdade”. Fora esse pequeno detalhe, o museu conta a História da Moda, desde 2 mil antes de Cristo. De trajes originais, conta com alguns usados pela Diana, Princesa de Gales, comprados em leilões em NY; e a estilista Milka Wolf, especialista em vestidos de festa e idealizadora do museu, comprou tecidos e bordados para recriar as peças: “Se era pra fazer, que fosse o mais fiel possível”. O museu tem em seu acervo 150 peças, a grande maioria de vestidos mas, infelizmente, constam poucos vestidos do século XIX, tendo muitos trajes da Antiguidade e do século XXI.

Endereço: Av. Ernani Kroeff Fleck, 1.810, Canela, Rio Grande do Sul. É cobrado uma entrada de R$30. Tel.: 0/xx/54 3282-1121. Site.

Museu da Baronesa mostra móveis e roupas do século XIX.

Museu da Baronesa mostra móveis e roupas do século XIX.

Rio Grande do Sul (Pelotas): Museu da Baronesa

O Solar da Baronesa foi construído em 1863, quando a cidade atingiu o apogeu cultural e onde Annibal e e Amélia Hartley Antunes Maciel, Barões dos Três Serros, se estabeleceram após seu casamento em 1864. Em 1979, a casa foi entregue pela família à cidade de Pelotas, e em 1982 foi inaugurado com museu. O museu conta com Quarto de Vestir, Sala de Jantar, Sala de Sarau e diversos outros locais tipicamente vitorianos, além de um grande acervo têxtil de vestidos, fardas, chales, chapéus e trajes íntimos.

Endereço: Av. Domingos de Almeida, 1490 – Areal, Pelotas – RS, 96085-470. Entrada: R$3 por pessoa. Telefone: (53) 3228-4606. Site.

O vestido original (à direita) e sua réplica

O vestido original (à direita) e sua réplica

São Paulo (São Carlos): Casa do Pinhal

A Fazenda do Pinhal, localizada em São Carlos, foi concebida originalmente em 1830 e construída a partir da década de 1840. Em 1990, foi fundada a Associação Pró Casa do Pinhal foi fundada em 1990 com o objetivo de dar suporte à conservação e preservação da Casa do Pinhal. Não existem muitas fotos e informações do acervo, mas a certeza é que pelo menos uma réplica vitoriana ele tem: em 2011, foi concluído o Projeto Replicar, em parceria com o Museu do Ipiranga, que consiste na reprodução de um vestido do final do século XIX que pertenceu a Anna Carolina de Mello Oliveira Arruda Botelho, a Condessa do Pinhal. O vestido original estava em estado péssimo estado, com um tecido quebradiço e que não tinha condições de ser exposto.

Endereço: Casa do Pinhal , Rodovia Domingos Innocentini km 4,5 – São Carlos/SP . Telefone: (16) 3377-9191. Site.

Foto de Bruno Santos.

Foto de Bruno Santos.

São Paulo: Museu do Ipiranga

O Museu Paulista (Museu do Ipiranga) é o mais antigo museu de São Paulo, inaugurado em 1895 e expondo peças do século XIX e XX. Infelizmente, é proibido tirar fotografias de dentro do museu e, uma vez que ele está fechado para visitas para ser restaurado, também não é possível pesquisar em seu site se ele tem ou não muitos trajes vitorianos. No entanto, tendo em vista algumas fotografias tiradas ilegalmente do interior do museu, e sua premissa de exibir peças da cultura e do dia a dia brasileiro, acredito ser possível afirmar que o museu tem em sua coleção alguns trajes vitorianos.

Endereço: Parque da Independência, Ipiranga – Ipiranga, São Paulo – SP, 04263-000. Telefone: (11) 2065-8000. Site.

Anúncios

2 comentários em “Museus brasileiros que contém roupas do século XIX em suas coleções

  1. Anônimo
    31 de janeiro de 2017

    Vale algumas correções no texto. O Museu Historico Nacional e o Museu Imperial de Petrópolis são instituições distintas e no post voces colocaram somente um endereço. O museu de Canela não é um museu de moda e sim de réplicas atuais de vestimentas, conceitos bem diferentes…

    Curtir

    • Maria Helena
      16 de fevereiro de 2017

      Oi Anônimo! O texto foi devidamente corrigido, obrigada. No post, está bem assinalado que o museu de Canela não contém trajes reais do século XIX, apenas réplicas – embora alguns trajes tenham sido feitos com tecidos e rendas da época em que são retratados, como alguns do século 20.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 19 de janeiro de 2017 por em A vida no período e marcado , , , , .

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 109 outros seguidores

Translate this

Siga-nos no Youtube

%d blogueiros gostam disto: