Herman Webster Mudgett (1861 – 1896) é considerado o primeiro assassino em série norte-americano. Ele confessou ter assassinato 27 pessoas – embora apenas 9 mortes puderam ser confirmadas, e várias pessoas que eles disse ter assassinado ainda estavam vivas. Muitas das vítimas foram mortas em um prédio que ele possuía. Além de ser assassino em série, também era conicista (termo criado no século XIX para definir uma pessoa que ganha a sua confiança, e depois a trai) e bigamista.

Sua personalidade é controversa: quando foi pego, disse primeiro que era inocente, e depois que tinha sido possuído pelo demônio. Ele foi enforcado em 7 de maio de 1896, mostrando poucos sinais de medo, ansiedade ou depressão. E pediu que seu corpo fosse enterrado em 10 pés de profundidade, com cimento, pois tinha medo de que seu corpo fosse roubado. No entanto, mesmo após sua morte, houveram rumores de que ele tinha escapado e fugido para a América do Sul.

Agora, em maio de 2017, os bisnetos de Holmes solicitaram que seu corpo fosse exumado, esperando pôr fim aos rumores de sua suposta fuga: o tribunal da Pensilvânia emitiu uma ordem para que o corpo do assassino seja exumado. Um Departamento de Antropologia da Universidade da Pensilvânia fará a análise do DNA.

Anúncios