Os vestidos

Em 1860, quatro fatores significativos afetariam a moda do fuuro: a máquina de costura havia sido inventada, as roupas se tornariam parte de uma cultura de alta costura, os corantes sintéticos disponibilizaram cores intensas, e a silhueta da saia bem arredondada de 1850 começou a mudar de forma.

Charles Worth acreditava que a saia de crinolina não era atraente, então mudou as saias para algo mais suave e que desse mais movimento. Em 1864, Worth criou o overskirt, que poderia ser levantado e abotoado. A saia continuou cheia e em formato de sino até 1865, quando começou a perder volume na frente e ter mais ênfase atrás. Essa saia dava muito espaço para novas ornamentações, mas usar casacos longos era muito difícil e o xale continuou na moda.

Nos Estados Unidos, os efeitos da Guerra Civil resultaram em uma menor disponibilidade de materiais, e houve maior popularidade dos vestidos e casacos com influência militar. No entanto, a moda feminina em geral ainda era influenciada pela moda inglesa. Os efeitos da Guerra Civil na moda viraram uma tese em 2011, que pode ser lida aqui.

Em 1866, o novo estilo de princesa também mudou o que era considerado um vestido elegante: eles eram agora consistiam em uma série de peças unidas e montadas do ombro à bainha. A renda branca era popular nos decotes e nos punhos, assim como cortes que começavam nos ombros e terminavam em mangas largas. Em 1867, com os vestidos sendo acumulados na parte de trás da saia, crinolinas e gaiolas desapareceram do mercado.

Poderia haver tanta renda no vestido que às vezes o material da saia em si não era visível. Os vestido também eram bordados em prata ou ouro. Os vestidos de noite tinham decotes e mangas curtas, e eram usados com luvas de renda, às vezes sem dedos. As saias volumosas eram suportadas por gaze e anáguas engomadas. As sedas pesadas em cores sólidas se tornaram moda, e uma saia poderia ser acompanhada de dois corpetes diferentes: um de manga comprida e pescoço alto para tarde e um de mangas curtas e decote baixo para a noite.  Como vocês podem ver abaixo, praticamente todos os vestidos dessa década tem algum enfeite na parte de trás da saia.

Vestido de dia de 1860.

Vestido de 1869.

Vestido entre 1860-1865.

Vestido de 1867.

Vestido entre 1867-1871.

Vestido de 1860 da coleção de John Bright.
Os cabelos e os chapéus

Os penteados e capelos não mudaram muito da década de 1850 para 1860: o cabelo continuava partido no meio e caindo sobre a orelha em cachos, ou trançado e preso em um coque baixo. Os cabelos muitas vezes ficavam em redes de cabelo decoradas (especialmente por mulheres mais jovens), geralmente feito de um material fino e combinando com a cor de cabelo da mulher, ou versões mais elaboradas eram feitas de tiras de veludo e decorada com contas. Os bonnets ao ar livre recuaram mais um pouco, com abas mais baixas, e ao invés de proteger o rosto do sol, que era o objetivo primário, passaram a ser vistos como um elemento de decoração, um acessório, e eram feitos para combinar com o vestido.

Rede de cabelo de 1860.

Outros modelos de redes de 1860.

Bonnet da década de 1860.

Penteados da década de 1860.

Penteados de 1860.

Acessórios para cabelo de 1860.
Os sapatos

Durante esse período, os sapatos femininos passaram a ter mais variações do que o dos homens: as mulheres tinham uma maior escolha de cor, saltos e formas para a cada ocasião. O luto da Rainha Vitória popularizou sapatos escuros junto de roupas elegantes. Botas eram populares para as mulheres durante esse período – até 1860, tinham laços na frente e botões, e continuaram a moda da década passada de bicos mais finos do que arredondados.

Sapatos de palha trançada, Alemanha, 1860.
Sapatos de palha trançada, Alemanha, 1860.

Botas de 1860.
Botas de 1860.

Botas de noite, 1860.
Botas de noite, 1860.

Sapatos de veludo, 1860.
Sapatos de veludo, 1860.

Catálogo de 1861.

Botas de 1868.

Bibliografia:
Mid-Late Victorian Fashion and Costume History. Acesso em 14/07/2017.
1860s in Western fashion. Acesso em 14/07/2017.
History of Fashion 1840 – 1900. Acesso em 14/07/2017.
Women’s Shoes. Acesso em 14/07/2017.

Anúncios